Missões são iniciativas com objetivo de propagar a Palavra de Deus. Elas podem ser feitas dentro de um contexto de igreja, mas também em lugares onde as dificuldades são extremas. Onde as pessoas precisam ouvir falar do pai da esperança, Jesus. Às vezes, missão está relacionada a trabalhos humanitários, onde Jesus é levado por meio de comida, água, mantimentos básicos e sorrisos, abraços. Mas missões também podem estar relacionadas a intercessores, músicos, cantores. E todos os que vivem para que o nome de Jesus seja levado aos quatro cantos do mundo.

Missões é um chamado para aqueles que acreditam no chamado de Jesus. “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.” (Marcos 16:15)

Missões, aquelas citadas ali em cima, as que não necessariamente humanitárias, ainda é um assunto muito novo aqui em nosso país. As vezes, é até polêmico. Inclusive no contexto cristão. Poucos são os que entendem que dedicar a vida para levar salvação, independente da atividade que esteja sendo exercida, é missões. Isso quer dizer que você pode ser escritor, secretário, designer gráfico, fotógrafo, professor. Ou trabalhar com finanças, ou com marketing, ou com limpeza. Se o contexto do seu trabalho é levar Jesus, você é missionário.

Jesus por todos os lugares

O grande desafio é mostrar para as pessoas que Jesus não pode ser encontrado só na igreja, ou em retiros e conferências. Ou que só é possível fazer missões em lugares de extrema pobreza, de fome, de necessidades. Claro que precisamos representá-lo lá! Mas Ele também precisa estar em sites, blogs, redes sociais, eventos, músicas. E para que Ele seja encontrado em todos esses lugares, é preciso trabalhar intencionalmente e assim, a engrenagem funciona.

Então, Jesus aproximou-se deles e disse: “Foi-me dada toda a autoridade nos céus e na terra. Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que eu ordenei a vocês. E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos”. Mateus 28:18-20

Missionário intercessor

Você já ouviu falar nesse termo: missionário intercessor? Realmente não é um termo muito comum, mas, é cada vez mais usado. Essa função dentro da igreja de Cristo tem crescido. Esse termo surgiu junto com um modelo de fazer casa de oração, chamado Harpa e Taça. São pessoas dedicadas ao ofício integral de ministrar primariamente ao Senhor e então às pessoas. São músicos, mas também uma série de pessoas com funções importantes para o bom funcionamento desse ambiente de adoração.

Esse termo será cada vez mais conhecido entre os cristãos, pois o modelo Harpa e Taça tem sido abraçado por casas de oração por todo o mundo, já que os seus componentes práticos, como os coros participativos e a centralidade na Palavra, tornam as orações individuais um clamor coletivo e sustentável. Assim, sabemos que missão é ajudar o que mais precisa, inclusive pode ser alguém que está bem próximo. Mas fazer missões podem ser também todo trabalho que envolve o objetivo de fazer o nome do Senhor ser conhecido.

 

 

Deixe uma resposta

×
×

Carrinho

Fechar