Tenho uma pergunta pra você que busca crescer em relacionamento com Deus. Você aceitaria o desafio de “largar tudo” e viver cinco meses exclusivos da sua vida para Deus? Mergulhado no estudo da Palavra, oração, adoração e atos de justiça. Esse é o convite do intensivo Fascinação (IF), escola de treinamento da Florianópolis House Of Prayer fhop. O IF leva jovens a descobrirem sua identidade em Deus, sua atividade no mundo e a crescerem no conhecimento de Deus. É uma proposta um tanto desafiadora, empolgante e ouso dizer irrecusável, não acha?

A princípio, sua intenção é concordar com o chamado, certo? Já que você ama a Deus e está cheio de fome e sede pelas Suas verdades. Além disso, anseia estabelecer uma vida de oração. No entanto, ao analisar melhor, pensa a respeito do tempo, de ficar longe de casa, de largar o trabalho, de deixar a rotina, a família e o conforto. E, de repente, não aparenta tão empolgante mais. E, sim, algo muito difícil e um tanto distante da sua realidade. 

Com isso, você pode chegar a conclusão de que não é pra você, não é mesmo? Talvez, para alguém que ainda não entrou na faculdade ou que já terminou os estudos. Quem sabe encaixe melhor para quem já entrou no mercado de trabalho, ou para aqueles que ainda entrarão. Agora, certamente, não deve ser para você — que já tem um histórico profissional. E bem pouco razoável que seja para quem não está estabilizado na vida ainda. No entanto, é provável que combine mais com o perfil de um jovem solteiro. É isso que normalmente pensamos. 

O chamado é para todos

Entretanto, a Palavra diz que Jesus veio para todos que cressem nele. Peço licença para compartilhar um pouco de como tem sido a experiência de crescer no conhecimento de Deus junto ao Fascinação. Essas inquietações e questionamentos, citados acima, também foram feitos por meu esposo e eu antes de aceitarmos esse desafiador convite que o Senhor nos fez.

Nós, seres humanos, temos esse péssimo hábito de sempre acharmos que algo não é pra nós. Ainda que desejamos muito, costumamos pensar que o ‘chamado’ é para o outro. “Parece mais com o perfil dele. Ele tem mais disponibilidade e capacidade”. Normalmente é o que pensamos. Talvez também pensássemos isso porque havíamos acabado de casar. E há uma expressão que diz: quem casa, quer casa. Sim. Porém, sentíamos loucamente atraídos pela presença do Senhor e pelo desejo de estar mais perto Dele, e de crescer no conhecimento de Deus.

Com isso, deixei um emprego estável. Meu esposo estava desempregado, já há praticamente cinco meses. Havíamos acabado de arrumar a casa que estávamos amando e nos acostumando a morar com a nova “vida a dois”, há praticamente um mês. (Minha intenção em trazer essas informações é ilustrar melhor sobre o desejo que o Senhor tem de que nós, filhos, O conheçamos). Crescer no conhecimento de Deus é para todos, é um anseio gerado por Ele. Porque essas coisas, trabalho, segurança, comodidade, vida social, nos dão a ideia de deixar tudo para trás, afinal essa é a nossa vida. É o que estamos acostumados a contemplarmos.

Devemos buscar conhecê-lo

No entanto, a realidade é de como se tivéssemos “aberto mão de nada”, já que essa vida não pode nos definir, já que não fomos feitos para ela, pois é terrena, e que, aqui, tudo é passageiro. Considerando que precisamos conhecer o Senhor, e que devemos buscar conhecê-lo. (Oséias‬ ‭6:3‬).‬‬ E que João nos diz que “…a vida eterna é isto: conhecer a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste ao mundo.” (‭‭João‬ ‭17:3‬)‬‬. Percebemos que não há vida fora de Cristo. No mais, tudo é uma mera ilusão.

“Porquanto, toda pessoa que me encontra, acha a vida e ganha o favor do Senhor”. (Provérbios 8:35).

Não abrimos mão de nada, pois uma vez que o Senhor nos levou a buscar uma coisa (Sl 27:4); Pois uma só coisa é necessária; A escolher a melhor parte; a desfrutar da graça de se assentar aos pés de Jesus, o que não nos será tirado (Lc 10:41-42). O que poderia ser melhor? Te digo por experiência, nadinha. Nesse tempo e com essa escolha, você vai perceber que coisa alguma, estritamente nada, é mais precioso e mais valioso, em sua vida, do que investir em conhecer a Deus.

Tenha certeza de que é algo que nunca será demais investir tempo e se dedicar. É a única coisa, na vida, que provavelmente, não se arrependerá de fazer. Conhecer a Deus. Por isso gaste seu tempo descobrindo como se conectar ao coração do Pai, a conhecer a pessoa de Jesus. E como encontrar o Espírito Santo, a criar relacionamento e o tornar, em seu íntimo, seu melhor amigo. Isso fará com que você seja aquilo que Ele te criou para ser. Que viva sobre as verdades de Deus e com que responda o desejo do Seu criador.

Transformados pela glória de Deus

Mas claro, isso não vai acontecer na primeira semana e você não terá o conforto de casa. Não tem como, a sua rotina mudará completamente. Mas essa era a ideia, lembra?! Sermos transformados de Glória em Glória (2Co 3:18). “E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Rm 12:2‬‬)

Então, na medida que passamos tempo contemplando Jesus, aquele que criou todas as coisas por meio da Sua Palavra, somos transformados pelo esplendor da sua glória. É algo natural. Nos tornamos aquilo que nossos olhos contemplam. Nos pareceremos com aquele que nossos olhos estão fixos, que não se desviam. E, assim, dia a dia com o nosso coração posicionado em nos parecer com Jesus, Ele responde às nossas orações, e mudança de mente vem. Verdades são estabelecidas.

Basicamente, é um exercício de permanecer durante os cinco meses, sobre aquilo que você recebe de instruções e ferramentas para acessar mais do coração de Deus e assumir a sua identidade de filho (a). No entanto, tudo isso ao mesmo tempo em que você estará vivendo em comunidade – listado como um dos maiores desafios pela minha turma – ; que buscará servir com um coração grato; a aplicar o Sermão do Monte (que precisa ser nosso modelo de vida); e ser, de fato, uma testemunha de Jesus.

Devemos ser vulneráveis

E, talvez, o maior desafio nessa jornada seja nos tornarmos e deixarmos sermos vulneráveis, sem muros de proteção, para que Jesus nos dê uma nova forma. Pois, sem fraqueza, não há transformação. Experimentamos vulnerabilidade ao ter que cumprir rotinas e regras. A aprender amar ao seu próximo como a si mesmo. A continuar amando as pessoas quando as “máscaras caírem” e nós sermos aqueles que estão em transformação, buscando, pelo espírito, sermos perfeitos como o Pai. Tudo isso estando longe do que te traz conforto e estabilidade. Não é ótimo?

O resultado dessa atitude é uma mudança de comportamento, hábitos e caráter. Diz que se permanecermos 21 dias, em algo, adquirimos um hábito e, em 90 dias, um estilo de vida. Dessa forma, você será despertado a descobrir um amor radiante e fascinado por Jesus. Será marcado por uma experiência de oração e adoração junto à fhop. Treinado a caminhar pelo poder do Espírito Santo. Ao permanecer nas verdades de Deus, se parecerá com Cristo.

Então, hoje, eu te encorajo a permitir com que o amor do Pai te encontre de formas diferentes e em situações que não se tratam de você. Deseje crescer no conhecimento de Deus agora. Busque-o! Você que tem vontade de viver essa transformação de estilo de vida, compartilhe aqui conosco. Se você já viveu essa oportunidade e quer encorajar mais pessoas a serem fascinados por Jesus, deixe seu comentário abaixo.

Durcy Arévalo

Nascida em Mato Grosso, recém-casada, Durcy está vivendo a incrível experiência de dedicar cinco meses exclusivos da sua vida para conhecer a Deus através do Intensivo Fascinação. Tem como foco adquirir um estilo de vida de permanência nas verdades do Senhor e estabelecer o lugar de oração. Durcy carrega um coração voltado a oração e intimidade com o Pai, e um desejo profundo que a vida de oração seja estabelecida em toda Igreja de Cristo. Tem como anseio que essa geração seja cheia do amor e do conhecimento de Deus. Sente da parte do Senhor ser uma voz profética de encorajamento e fé para as pessoas a sua volta.

Este post tem um comentário

  1. excelente texto, realmente me inspirou muito..e realmente a gente sempre se pergunta será que é pra mim mesmo? mesmo com um bebe? kkkk seu texto trouxe identificação com o leitor e despertou em mim mtos desejos relacionados a colocar como prioridade o conhecimento de Deus..muito obrigada Durcy <3

Deixe uma resposta

×
×

Carrinho

Fechar